O que significa Porta Estreita e Porta Larga na Bíblia?

Passamos uma vida inteira ouvindo pregarem na igreja sobre porta estreita e porta larga. Se você é daquele que cresceu indo para a igreja junto com os pais, com certeza ouviu muito sobre esse tema.

Você realmente sabe o que significa porta estreita e porta larga?

Para a grande maioria, o significado de porta estreita e porta larga está relacionado a mudanças comportamentais exteriores e moralistas.

Na cabeça da maioria, porta estreita é a aceitação de tudo aquilo que algumas religiões impõem: não comas, não bebas, não toques, não manuseies…etc.

E a não aceitação desses sacrifícios e ordenanças é o caminho largo, esta é a compreensão que a maioria tem.

Não sabendo que na verdade, tudo isso não passa de uma dieta comportamental determinada pela religião.

Esta é uma compreensão bastante limitada, que reduz o real significado do que Jesus quis dizer.

Para essas pessoas é apenas uma simples bifurcação de caminhos entre o prazer e o sacrifício.

Jesus sempre foi profundo em seus ensinamentos, porém simples para que a mensagem fosse compreendida por aqueles que de coração aberto, desejavam aprender.

Durante nossa conversa aqui, faremos uma reflexão sobre o que quer dizer porta estreita e porta larga com certa profundidade, mas também com muita simplicidade para que possamos tirar maior proveito.

Vejamos o que quer dizer porta estreita e porta larga

Para melhor didática, iremos falar das duas portas separadamente e analisaremos cada um individualmente.

Quero começar falando da porta larga. Mas para que você entenda seu real significado, faremos primeiro uma abordagem sobre o que é cair da graça.

Isso porque ambos tem muito a ver um com o outro e saber o que é cair da graça será crucial para a nossa compreensão sobre o que quer dizer porta estreita e porta larga. Assim, quero propôr a você uma leitura do texto de Gálatas 5 conforme segue:

“Estai, pois, firmes na liberdade com que Cristo nos libertou, e não torneis a colocar-vos debaixo do jugo da servidão. Eis que eu, Paulo, vos digo que, se vos deixardes circuncidar, Cristo de nada vos aproveitará. E de novo protesto a todo o homem, que se deixa circuncidar, que está obrigado a guardar toda a lei. Separados estais de Cristo, vós os que vos justificais pela lei; da graça tendes caído. Porque nós pelo Espírito da fé aguardamos a esperança da justiça. Porque em Jesus Cristo nem a circuncisão nem a incircuncisão tem valor algum; mas sim a fé que opera pelo amor”. Gálatas 5:1-6

Cair da graça

Um dos principais motivos da carta de Paulo aos Gálatas era porque judeus-cristãos estavam desistindo da Graça de Deus em Cristo, e retornando aos ritos, práticas, crenças e legalismos do judaísmo.

E ele tentou mostrar que esse retorno às velhas práticas significava “pisar o sangue da aliança” e apostatar-se da fé em Jesus.

Os que haviam se convertido ao evangelho e abandonado as velhas práticas e rudimentos do passado, agora estavam retornando à velha aliança.

Deixaram de confiar na graça e abandonaram a certeza de que está tudo pago na cruz.

Caíram da graça. Voltaram à circuncisão, voltaram a tentar ganhar os céus pelo próprio esforço, pela justiça própria. Isso é cair da graça, desvalidar o sacrifício da cruz.

Tentar ganhar os céus baseando-se na própria justiça, é o mesmo que dizer que o sacrifício de Jesus não foi suficiente para quitar nossas dívidas e que Cristo morreu debalde.

Antes da cruz, a salvação consistia em sacrifícios, rituais e um monte de ordenanças da lei, das quais eram impossíveis de praticar.

Então Jesus veio e fez tudo por nós de graça, passando por todo aquele perrengue em nosso lugar.

Assim, cair da graça é saber que Ele fez tudo isso por nós e mesmo assim querermos fazer sacrifícios segundo a Lei: guardar o sábado, justificar-se pelas obras e circuncidar-se. Como se tudo isso fosse capaz de nos salvar.

Entendendo a porta larga

Então você talvez diga: tá e daí, o que tudo isso tem a ver com a porta larga? Eu digo para você que descrevemos acima quase tudo sobre o que quer dizer porta estreita e porta larga.

Porta larga é tudo aquilo que não tem nada a ver com Jesus e que não faz parte do evangelho.

O que os Gálatas voltaram a praticar  não tinha absolutamente nada ver com o Evangelho.

Portanto, a porta larga é o andar segundo a nossa própria vontade, segundo o nosso próprio querer.

Não andar de acordo com os ensinos de Jesus é o mesmo que trilhar pelo caminho largo.

Você acha que Jesus reprovava os religiosos de sua época por que?

E olha que eles faziam tudo direitinho e de acordo com a lei eram até irrepreensíveis. Mas Jesus os reprovava porque faziam a vontade da carne e se entregavam ao próprio capricho.

Assim, porta larga é tocar trombeta quando se realiza alguma caridade; é ignorar o pedido de socorro do próximo. A porta larga é o caminho do desamor e da arrogância.

Porta larga é realizar qualquer que seja o bem e achar que por isso é melhor e mais merecedor da graça do que aquele que nada fez.

A porta larga é o caminho da sedução, e muitos são os que por ela entram.

Posso nomear muito mais exemplos, mas lhe diria só mais uma coisa: o caminho largo geralmente é trilhado por gente cheia de boa intenção.

É trilhado por gente cheia de boas obras, de boa conduta e que faz tudo certinho a fim de ser reconhecida publicamente. Muitas dessas pessoas nem se deram conta disso.

Entendendo a porta estreita

Uma simples afirmação de que o caminho estreito é o caminho do Amor, deveria ser o bastante para entendermos sua essência.

Alias, foi por esse caminho que jesus andou, e para compreendê-lo basta seguirmos os passos do mestre.

Essa é a vereda que ele nos propõe a seguir, que não é o caminho da moleza. Muitos não entendem isso, por isso não sabem o que quer dizer porta estreita e porta larga.

“Entrai pela porta estreita; porque larga é a porta, e espaçoso o caminho que conduz à perdição, e muitos são os que entram por ela; E porque estreita é a porta, e apertado o caminho que leva à vida, e poucos há que a encontrem”. Mateus 7:13,14

A porta é estreita porque é o caminho do amor e do negar-se a si mesmo, e isto não é moleza. Para que isso aconteça, o processo do novo nascimento precisa ter iniciado em nós.

Algumas características do caminho estreito:

A porta estreita é o caminho da liberdade; Jesus disse que quem entrar por ela, entrará e sairá e ainda encontrará alimento para a vida. O alimento é a Palavra que transforma meninos em homens. 

“Quando eu era menino, falava como menino, sentia como menino, discorria como menino, mas, logo que cheguei a ser homem, acabei com as coisas de menino”1 Coríntios 13:11

A porta estreita  é também o caminho do domínio próprio. Dominar os outros é fácil, difícil é dominar a si mesmo.

Domínio próprio é ter muitos poderes e privilégios, e não deixar se dominar por eles, isso também é humildade.

O caminho estreito é o caminho do amor, da paz, do gozo, da longanimidade, da benignidade, da bondade, da fé, da mansidão e da temperança.

O caminho do amor não é nenhum pouco atraente e nem um pouco sedutor, por isso que poucos caminham por ele. Essa é a porta estreita segundo a biblia.

A porta estreita segundo algumas religiões

Como sempre, geralmente o que se ensina na maioria das igrejas, são princípios baseados na religião e não no ensino genuíno do evangelho.

Então, você aprende que a porta estreita é fazer um corte geral na sua vida, e quanto o essencial fica por fazer .

Então te ensinam a cortar um monte de coisas: não ouvir música do mundo, não usar certas linguagens, não andar com quem os líderes não aprovam, não casar com quem esteja fora da “igreja”.

No fundo são só mudanças superficiais que não têm poder nenhum de mudar o caráter. Assim vai se estreitando mais o caminho, cortando um monte de outras coisas que não foram citadas aqui.

Você que já teve o mínimo de experiência nessas instituições, sabe muito bem como a banda toca. 

Agente poderia estender esta conversa muito mais, mas creio que já falamos o bastante.

Resumindo

Porta larga é tudo aquilo que não é Evangelho, e porta estreita é tudo que é Evangelho, simples assim.

Qualquer coisa diferente disso é engano. A porta estreita é o caminho da transformação, do novo nascimento, dos frutos do espirito.

E você conhece quem está nesse caminho pelos frutos que produz. O caminho estreito de Jesus desmancha o ser, e o refaz transformado e cheio de vida.

E lembre-se, o caminho estreito dói porque ele nos reconstrói, nos torna imagem e semelhança daquele que nos chamou.

Até que todos cheguemos à unidade da e ao conhecimento do Filho de Deus, a homem perfeito, à medida da estatura completa de Cristo.

A porta larga é o oposto de tudo o que o mestre nos propõe.

Se você deseja aprender mais da palavra de Deus, te convido a conhecer o programa Teologia Para Todos. 

Nele você aprofundará seu conhecimento bíblico e teológico sem sair de casa. E melhor ainda: livre de mensalidades. Caso esteja precisando aprender mais da palavra de Deus, conheça o curso de teologia à distância.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

2 Comentários

  1. jjaime ferreira disse:

    ola paz cristo jesus ele bom para sempre que no falar pr jaime