As Melhores e Mais lindas Bíblias à um clique

Eu Quero!


	

Doutrina da Trindade: Como Entender e O que a BÍBLIA diz?

Tempo de leitura: 9 min

Escrito por Tyago Rodrigues
em 26/02/2021

PARTICIPE DO NOSSO GRUPO DE ESTUDOS BÍBLICOS

Entre para o Grupo VIP e receba conteúdos exclusivos com prioridade.

Compartilhe agora mesmo:

Entender bem o que verdadeiramente é ou significa a doutrina da Trindade é fundamental para a fé cristã!

Compreender esta doutrina é crucial para entender corretamente como Deus é, como ele se relaciona conosco e como devemos nos relacionar com Ele. 

Mas não podemos negar que este tema bíblico levanta muitas questões complicadas, tais como:

‘Como pode Deus ser único e ao mesmo tempo ser três? A Doutrina da Trindade se contradiz? Se Jesus é Deus, por que os Evangelhos registram casos em que ele orou à Deus?’

Caso você não queira ou não possa ler, assista ao vídeo desta aula e artigo:

A verdade é que a doutrina da Trindade só pode ser plenamente conhecida através de revelações divinas – esta temática não pode ser conhecida pela razão humana. 

A Bíblia diz que a mente do Senhor é desconhecida da humanidade, porém tambem afirma que recebemos a mente de Cristo!

Embora não possamos compreender totalmente tudo sobre a Trindade (ou qualquer outro tema divino), é possível responder a perguntas como as citadas anteriormente e chegar a uma compreensão sólida do que realmente significa para Deus ser três em um.

Como entender o que é a Doutrina da Trindade

Como entender o que é a Doutrina da Trindade?

Basicamente a doutrina da Trindade significa que há um só Deus que existe eternamente como três Pessoas distintas – o Pai, o Filho e o Espírito Santo. 

Para facilitar sua compreensão podemos dizer que, Deus é um em essência e três em pessoa. 

Para melhor exemplificação do que é a Trindade vou dividir esta super aula (em texto rs) em algumas partes e parágrafos. Vem comigo!

O Pai, o Filho e o Espírito Santo são Pessoas distintas

A própria Bíblia apresenta o Pai como Deus (Filipenses 1: 2), Jesus como Deus (Tito 2:13) e posteriormente nos revela o Espírito Santo como Deus (Atos 5: 3-4). 

Baseado na Bíblia fica claro a indicação de que o Pai, o Filho e o Espírito Santo são Pessoas totalmente distintas.

Por exemplo, visto que o Pai enviou o Filho ao mundo (João 3:16), Ele não pode ser a mesma pessoa que o Filho. 

Da mesma forma, depois que o Filho voltou ao Pai (João 16:10), o Pai e o Filho enviaram o Espírito Santo a terra (João 14:26 ; Atos 2:33). Portanto, o Espírito Santo é um ser distinto do Pai e do Filho.

A palavra em João 1: 1 afirma que Jesus é Deus, ao mesmo tempo, que ele estava “com Deus”, indicando assim que Jesus é uma Pessoa distinta de Deus Pai (veja também João 1:18). 

E em João 16: 13-15, vemos que embora haja uma estreita unidade entre as três pessoas, o Espírito Santo também é distinto do Pai e do Filho.

O fato de o Pai, o Filho e o Espírito Santo serem Pessoas distintas significa, em outras palavras, que o Pai não é o Filho, o Filho não é o Espírito Santo e o Espírito Santo não é o Pai. 

Jesus é Deus, mas ele não é o Pai ou o Espírito Santo. O Espírito Santo é Deus, mas ele não é o Filho e nem o Pai!

Entendendo o Espirito Santo Segundo a Bíblia

Às vezes, a personalidade do Pai e do Filho é apreciada, enquanto a personalidade do Espírito Santo é negligenciada. 

Às vezes, o Espírito é tratado mais como uma “força” do que como uma Pessoa. Amado, não trate o Espírito Santo como uma “coisa”, e sim como uma “pessoa”!

O fato de que o Espírito Santo é uma Pessoa, não uma força impessoal (como a gravidade), também é demonstrado pelo fato de que ele fala (Hebreus 3: 7), raciocina (Atos 15:28), pensa e compreende (1 Coríntios 2 : 10-11), deseja (1 Coríntios 12:11), sente (Efésios 4:30), etc. Todas essas são qualidades vistas em sua personalidade pessoal.

Além desses textos que mencionamos acima, as Escrituras Sagradas nos deixam claro que a Personalidade do Espírito Santo é distinta da Personalidade do Filho e do Pai. 

A doutrina da Trindade não se trata de uma Evolução

A doutrina da Trindade não se trata de uma Evolução, nem de Superioridade ou Inferioridade

Outro erro sério que as pessoas cometem é pensar que o Pai se tornou o Filho, que então se tornou o Espírito Santo.

Contrariamente a isso, as passagens que vimos implicam que Deus sempre foi e sempre será único e ao mesmo tempo composto por três Pessoas. 

Nunca houve um tempo em que uma das Pessoas da Divindade não existisse. Eles são todos eternos!

Prova disso está na criação do homem quando em Genesis, no capitulo 26 Deus disse a palavra ‘façamos‘ (repare no plural).

Desde o momento da criação estavam presentes o Pai, Filho e Espirito Santo.

Quero deixar claro que, embora os três membros da Trindade sejam distintos, isso não significa que um seja inferior ao outro. 

Em vez disso, eles são todos idênticos em atributos. Eles são iguais em poder, amor, misericórdia, justiça, santidade, conhecimento e todas as outras qualidades.

Talvez você se pergunte: Se Deus é três Pessoas, isso significa que cada Pessoa é “um terço” de Deus? A Trindade significa que Deus é dividido em três partes?

NÃO, a doutrina da Trindade não divide Deus em três partes!

A Bíblia deixa claro que todas as três Pessoas são cem por cento Deus. O Pai, o Filho e o Espírito Santo são cada um totalmente Deus. 

Não devemos pensar em Deus como uma “torta” fatiada em três pedaços, cada pedaço representando uma pessoa. Isso tornaria cada pessoa menos do que totalmente Deus e, portanto, nem um pouco Deus. 

Assim, o Filho não é um terço do ser de Deus; ele é todo o ser de Deus. O Pai não é um terço do ser de Deus; ele é todo o ser de Deus. E da mesma forma o Espírito Santo. 

Só existe um Deus!

Se cada pessoa da Trindade é distinta e, ainda assim, totalmente Deus, devemos concluir que existe mais de um Deus? 

Obviamente, não podemos, pois as Escrituras deixa claro que só existe um Deus:

“Pois não há outro Deus senão eu; Deus justo e Salvador não há além de mim.
Olhai para mim, e sereis salvos, vós, todos os termos da terra; porque eu sou Deus, e não há outro. (Isaías 45:21,22)”

Tendo visto que o Pai, o Filho e o Espírito Santo são Pessoas distintas, que cada um deles é totalmente Deus e que, apesar de tudo, existe apenas um Deus, devemos concluir que todas as três Pessoas são o mesmo Deus. 

Em outras palavras, existe um Deus que existe como três Pessoas distintas.

Se há uma passagem que mais claramente reúne tudo isso, é Mateus 28:19:

“Fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo”. 

Primeiro, observe que neste versículo o Pai, o Filho e o Espírito Santo são distinguidos como Pessoas distintas. 

Em segundo lugar, note que cada pessoa citada representa a mesma divindade porque todas estão colocadas no mesmo nível. 

Terceiro, veja que embora as três Pessoas divinas sejam distintas, somos batizados em seus nomes (singular), não em nomes (plural). As três Pessoas são distintas, mas constituem apenas um nome. 

A Trindade é contraditória

A Trindade é contraditória?

Isso nos leva a investigar mais de perto uma definição muito útil da Trindade que mencionei antes: Deus é um em essência, mas três em pessoa . 

Sempre ao falar sobre a doutrina da trindade, o teólogo RC Sproul cita como exemplo a famosa frase de Dickens: “Foi o melhor dos tempos, foi o pior dos tempos”. 

Essa frase parece ser uma contradição, porém o teólogo Sproul evita a contradição explicando que, em certo sentido, foi o melhor dos tempos, mas, em outro sentido, foi o pior dos tempos.

Levando este conceito para a Trindade, esta doutrina não é uma contradição. Deus é três, porem de uma maneira diferente de como Ele é um. 

Entender isso é muito importante: Deus é um e três ao mesmo tempo, mas não da mesma maneira.

Deus é um em essência e, Ele é três em pessoa. No próximo paragrafo quero lhe mostrar que Essência e pessoa não são a mesma coisa. 

Deus é um em Essência

O que significa essência? Simples, significa a mesma coisa que ser. A essência de Deus é o seu ser, para ser ainda mais preciso, a essência é o que você é. 

A essência de uma pessoa esta totalmente ligada a sua identidade. Deus sempre que possível na Bíblia Sagrada buscava repetir a frase ‘eu Sou’.

Mas e você, sabe o que és? Clique aqui e leia um artigo que ira lhe responder a grande pergunta: Como descobrir nossa verdadeira Identidade em Cristo?

Correndo o risco de soar muito físico, a essência pode ser entendida como o “material” em que você “consiste”. 

É claro que estamos falando por analogia aqui, pois não podemos entender isso de uma maneira física sobre Deus. 

“Deus é espírito” (João 4:24). 

Além disso, é claro que não devemos pensar em Deus como “consistindo em” outra coisa senão a divindade. 

Até porque a “substância” de Deus é Deus, não um monte de “ingredientes” que juntos o produzem.

Deus é três em Pessoa

Em relação à Trindade, usamos o termo “Pessoa” de forma diferente do que geralmente usamos na vida cotidiana. 

Portanto, muitas vezes é difícil ter uma definição concreta de Pessoa da maneira como a usamos em relação à Trindade. 

O que não queremos dizer com Pessoa é um “indivíduo” no sentido de que tanto eu quanto outro ser humano somos indivíduos independentes que podem existir separados um do outro.

Portanto, no que diz respeito à Trindade, podemos dizer que “Pessoa” significa um sujeito distinto que se considera um “Eu” e os outros dois como um “Você”. 

A essência divina não é, portanto, algo que existe “acima” ou “separado” das três Pessoas, mas sim o ‘ser’ das três Pessoas. 

Como podemos ilustrar a Trindade?

Várias ilustrações a respeito da doutrina da trindade existem e, todas são úteis, desde que você se lembre que são apenas ilustrações. 

Uma ilustração simples e direta está na água: que pode existir como sólido, líquido ou vapor. 

Podemos citar tambem a ilustração do ovo: que é feito de casca, clara e gema. Todos os três são necessários para que um ovo seja completo. 

Uma das ilustrações mais interessantes mostra os diferentes papéis que uma pessoa pode desempenhar: Eu por exemplo sou pai, filho e marido ao mesmo tempo, no entanto, sou apenas uma pessoa. 

Talvez uma abordagem mais bíblica seja considerar que marido e mulher são duas pessoas, embora aos olhos de Deus sejam “uma só carne“. 

Mas minha ilustração favorita vem do famoso cientista Dr. Henry Morris:

Ele observa que todo o universo é trinitário, isso porque todo o universo consiste em três coisas: matéria, espaço e tempo. Tire qualquer um desses três e o universo deixaria de existir. 

  • Matéria = massa + energia + movimento 
  • Espaço = comprimento + altura + largura
  • Tempo = passado + presente + futuro

Assim, todo o universo testemunha o caráter de Deus que o criou (leia Salmo 19: 1).

É importante lembrar que todas as ilustrações acabam falhando, pois elas não “provam” a Trindade, simplesmente nos ajudam a entender melhor o conceito.

A Doutrina da Trindade

A Doutrina da Trindade, palavras finais

Com certeza há muito que gostaríamos de saber sobre Deus, mas nossas mentes finitas não conseguem compreende-lo em sua totalidade. 

A Trindade nos ensina que Deus está além de toda compreensão humana!

Afinal, se pudéssemos explicar Deus, ele não seria Deus. Não tenho dúvidas de que Deus é muito mais do que “um em essência, três em pessoa”, mas sinceramente as vezes nem consigo entender essas frases simples…

Se você se sentir perplexo com a Trindade, junte-se à nós! HAHA 

As maiores mentes da história ficaram pasmas diante de um Deus tão grande que não pode ser contido por nossas explicações insignificantes.

Compartilhe agora mesmo:

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta


*


*


2 Comentários

  • Maria Nalda Santos Rocha Lima Lima disse:

    Sim por que Deus e amor e misericórdios ele tá sempre cuidando de nós

    1. Ele é maravilhoso