Quem nunca usou esboço de sermão prontinho baixados da internet? Acho que ninguém se prontifica a atirar a primeira pedra…

Como já sabemos, usar sermões, na íntegra, de outros pregadores não é algo correto. Porém, não devemos esquecer que os sermões são uma fonte preciosa de informações sobre o texto em que iremos pregar.

Para se usar sermões prontos é preciso ter o cuidado necessário e equilíbrio para não fazer algo que é pecado diante de Deus e “atrapalhar” o teu ministério.

Esboço de sermão pronto

Acha esse assunto importante para o seu chamado?

Então vem comigo que no final tem um passo a passo para o uso correto de sermões prontos.

Pode ou Não Usar Esboço de Sermão Pronto?

Se você é um pregador de verdade, deve evitar isso. Usar, na íntegra, o sermão de outro pregador não é um comportamento que deve ser adotado. Não é algo natural ou normal.

Pregadores foram chamados para ministrar a mensagem que Deus lhe deu. A pregação deve ser um eco da voz de Deus ao meu coração e não um eco do eco da voz de Deus ao coração de alguém.

A pregação é o ato de transbordar aquilo que o pregador recebeu no seu encontro com a Palavra de Deus. Portanto, pregador, a sua congregação quer saber o que você recebeu e entendeu na Palavra de Deus.

“A pregação é um anúncio de beleza que o pregador viu e uma exultação de beleza que o pregador sentiu”. (Stott)

Mesmo que esteja na moda pregar como os pregadores famosos, usando seus jargões e palavras de efeitos quase hipnóticos, devemos ter a consciência de que Deus não está chamando pregadores para serem eloquentes.

Ele não está pedindo a melhor pregação do mundo. Ele não está pedindo a frase mais marcante ou alguma percepção mais profunda do texto.

O que Deus está chamando a todo pregador é que cada um de nós seja fiel, autêntico em nosso encontro com o significado real do texto bíblico, em uma entrega da mensagem divina que tenha paixão sincera por Deus e pela sua Palavra.

Então não use, na íntegra, um sermão pronto para pregar, você não foi chamado para isso!

Contudo, o que veremos a seguir é algo que não devemos ignorar. 

A Realidade do Pregador Iniciante

É muito natural que o pregador iniciante, mesmo depois de ter estudado homilética, não consiga preparar um sermão eficazmente.

É um processo que pode levar dez anos ou mais de prática ministerial. É como um flecheiro iniciante: ele treina muito e também erra muito até um dia começar a acertar o alvo.

Seguindo a mesmo ideia, o uso de sermões prontos fornece um norte para o sermão do pregador iniciante.

Os mais antigos sabem, não é da noite para o dia que você consegue rapidamente olhar para um texto bíblico, dividi-lo, traduzi-lo em um esboço atraente, buscar poderosas jóias bíblicas no texto, combiná-lo com histórias da vida pessoal, fazer as aplicações necessárias e então entregar uma mensagem que se conecte com a vida da congregação.

Você vai concordar comigo, os sermões de quem está começando não são tão bons.

Por isso, toda vez que mexo em meus arquivos e pego um esboço de sermão antigo, me pergunto como tive coragem de pregar um sermão tão ruim. Fico com dó dos irmãos que tiveram que me aguentar falar por trinta minutos. Sim, dó deles e de mim! 

Os Benefícios de Usar Esboço de Sermão Pronto

Desde os dias de Salomão, não tem havido nada de novo sob o sol, então há uma boa chance de que o pregador que você costuma ouvir tenha sido influenciado por um pregador anterior, que foi influenciado por um pregador anterior que … é isso. É assim há milhares de anos.

O benefício de observar os sermões dos outros pregadores é que você está aprendendo com suas ideias, sua estrutura e o desenvolvimento de seus pensamentos. Isso é bom para você crescer como pregador e apresentar sermões cada vez melhores.

Ouça atentamente o que estou prestes a dizer. Existem três tipos de pessoas dando opiniões quando se trata de pregadores pregando esboços de pregações prontas:

Vejamos:

  1. Pregadores incríveis que nunca usaram o sermão de outro pregador em sua vida e ainda se tornaram comunicadores espetaculares. Eu não conheci um ser assim ainda, mas deve haver um ou dois por aí.
  2. Pregadores normais como eu e você que devemos gratidão aos nossos exemplos que se tornaram grandes no ministério da pregação, dando-nos a oportunidade de seguir seus passos e nos encorajaram a “ir à escola expressa em seus sermões”.
  3. Críticos que dizem que pregadores que usam os sermões de outras pessoas não têm integridade, não são autênticos. Ignore essas pessoas. Eles não têm ideia do que estão falando. Não podemos generalizar, pois existe a forma certa e a errada de se fazer isso.

Quanto mais eu usava sermões, mais acabava mudando-os para se adequar ao meu estilo e abordagem. Com o tempo, tinha no sermão muito mais de mim que de outros pregadores. Eu aprendi que nem sempre poderia usar os mesmos exemplos e ilustrações.

Hoje, minha introdução da pregação tem um estilo próprio e tenho o meu jeito de destacar os pontos fortes e marcantes do sermão. Eu aprendi todas essas coisas usando os sermões de outros pregadores e ouvindo o Espírito Santo.

Portanto, com o tempo, você deixa de procurar sermões como material base para sua pregação e os procura apenas como material de inspiração. 

Como Usar Esboço de Sermão de Outros Pregadores?

Conforme já expressamos aqui, usar, na íntegra, sermões de outros pregadores não é algo correto. Porém, não devemos esquecer que os sermões são uma fonte preciosa de informações sobre o texto em que iremos pregar.

Então listei um passo a passo para você possa usar os sermões de forma mais adequada. Contudo, vale lembrar, que a inspiração deve ser a sua, você deve entender bem o texto base da mensagem, estudar muito e colocar-se em oração.

Então vamos ao passo a passo:

  1. Ore pedindo ao Senhor um texto base para sua pregação;
  2. Leia, no mínimo, dez vezes o texto base e, se possível, decore-o;
  3. Peça, em oração, iluminação sobre o texto;
  4. Destaque as palavras mais importantes;
  5. Anote tudo o que você entendeu;
  6. Se tiver habilidade, consulte os originais;
  7. Leia vários comentários bíblicos sobre o texto;
  8. Pesquise em teologias sistemáticas, introduções, chaves bíblicas e dicionários bíblicos;
  9. Leia outros sermões e assista pregações sobre o texto;
  10. Escolha um sermão que mais tem relação com o que você precisa;
  11. Substitua as histórias e testemunhos pessoais pelos seus;
  12. Refaça o objetivo do sermão;
  13. Refaça o tema do sermão;
  14. Refaça o título do sermão;
  15. Decomponha o texto bíblico;
  16. Determine a ideia principal;
  17. Determine as subdivisões;
  18. Refaça todos os tópicos e subtópicos que julgar necessário.
  19. Refaça a introdução;
  20. Refaça a conclusão.

Em resumo, use muitos sermões de vários pregadores diferentes, mas nunca os pregue sem seguir os passos acima. A pregação é resultado de experiência do pregador com a íntima comunhão com Deus e com a sua bendita Palavra. 

Jesus te abençoe!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!