Será que tatuagem é pecado para Deus? É lícito um cristão fazer tatuagem? Um dos assuntos mais debatidos e polêmicos dentro das igrejas evangélicas é a questão da tatuagem…

Para responder essa questão, é preciso primeiro entender qual é a base que devemos utilizar para dar uma resposta coerente sobre o assunto.

Tatuagem é pecado para Deus? O que a bíblia realmente diz
Tatuagem é pecado para Deus? O que a bíblia realmente diz

O maior problema deste tema ocorre porque a maioria dos evangélicos não tem um padrão absoluto para nortear essa questão, ou melhor, quando o assunto é tatuagem a opinião pessoal e cultural acaba soando mais forte que o padrão bíblico, causando enorme confusão.

É preciso pontuar que, aquilo que deve nortear nossa opinião é a Escritura. A palavra de Deus deve estar acima de tudo e de todos, pois a Escritura é o padrão para tudo.

Um dos textos centrais que ensinam este padrão para tudo está em Salmo 19.7-8; e outro muito popular se encontra em 2 Tm 3:16.O primeiro texto afirma que a Lei de Deus (toda instrução do Pentateuco) é perfeita, restaura a alma, é pura e ilumina os olhos, assim, o que clareia com perfeição nossa cosmovisão em relação a questões diárias é a Lei de Deus.O segundo texto diz que a Escritura (entende-se toda bíblia) é útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça, logo, a base que nos ensina da melhor maneira e ainda corrige nossos erros é a Escritura.

A bíblia diz que tatuagem é pecado?

Um dos textos mais citados quando o assunto é tatuagem se encontra em Levítico 19: 28.

A citação diz: Pelos mortos não ferireis a vossa carne; nem fareis marca nenhuma sobre vós. Eu sou o Senhor.

Muitas pessoas dizem que tatuagem é pecado simplesmente por estar escrito em Levítico que marcar a pele é pecado.

Algumas pessoas utilizam somente a parte B do verso para proibir o uso de tatuagem, mas não devemos usar apenas uma parte do verso bíblico para responder nossas dúvidas, é preciso entender todo o versículo.

Se considerarmos o texto bíblico de forma completa, os termos “Pelos mortos” iluminam a questão, logo, neste texto não existe proibição para tatuagens.

E sim uma censura direta a mutilação e marcar o corpo pelos mortos.

A prática de mutilar e marcar o corpo pelos mortos era comum em povos pagãos, que eram vizinhos do povo de Israel.

Os pagãos mutilavam o corpo e marcavam a pele para oferecer sacrifício e demonstrar fidelidade a falsos deuses, além de homenagear pessoas falecidas através destas práticas, a maioria dos cultos pagãos da época de Moisés tinha em sua liturgia este tipo de ritual idolatra.

Deus proíbe estas práticas, e se repetirmos estes rituais nos dias de hoje, estaremos pecando contra o Senhor, mas tatuagens que não são oferecidas a falsos deuses ou a pessoas mortas em forma de ritual, não são proibidas.

Mas nosso corpo não é templo do Espírito Santo de Deus?

Outro argumento muito comum para censurar o uso de tatuagens por cristãos é criado a partir de uma afirmação enraizada no texto de 1 Coríntios 6:15-20.

Baseado neste texto as pessoas dizem: “Não faça tatuagem, pois você é templo do Espírito Santo, e fazer tatuagem danifica o templo”.

O problema é que esta afirmação ignora literalmente o contexto de 1 Coríntios 6:15-20.

O que é preciso fazer para entender a passagem, é observar o contexto, pois, toda resposta bíblica deve ser norteada pelo contexto.

O ideal é perguntar ao texto: O texto fala sobre tatuagem? O texto fala sobre marcar o corpo? Sobre o que o texto fala?

As duas primeiras perguntas são respondidas com um enorme não, e a terceira é respondida da seguinte forma:

O texto fala sobre prostituição, logo, o que danifica o templo do Espírito Santo não é uma tatuagem, mas a prostituição em si, pois este pecado atenta contra o próprio corpo, e devemos fugir deste mal.

Em nenhum deste texto Paulo proíbe diz que tatuagem é pecado para deus.

Tatuagem é pecado, é o que afirma a teologia do escândalo

O terceiro argumento contra tatuagem, e considerado a mais difícil de responder. Vou nomear este argumento como “teologia do escândalo”.

Muitos cristãos dizem que por causar certo tipo de escândalo em outros cristãos e até em ímpios, as tatuagens não devem ser feitas.

O problema é que este suposto escândalo causado por tatuagens nada mais é que apenas uma aversão ou choque cultural, pois a maioria dos cristãos brasileiros não estão acostumados a ver pessoas tatuadas, e dentro da cultura brasileira, as tatuagens eram mal vistas.

Os textos mais populares que falam sobre escândalo na Escritura são: 1 Coríntios 8:1-12 e Mateus 18:1-9.

Ao fazer tatuagem você não está sendo pedra de tropeço

Na primeira citação, o texto traz a palavra tropeço, em grego é “proskomma” que significa literalmente pedra de tropeço.

O cenário deste texto bíblico é o seguinte: Na cidade de Corinto, a maioria das carnes que eram vendidas no açougue, vinham de rituais pagãos.

Os cristãos de Corinto estavam acostumados a comer este tipo de carne, e Paulo não censura isso, pois só existe um Deus no céu, e os ídolos nada são (1 Corintios 8:4).

Mas tanto judeus quanto os cristão que não eram de Corinto, ao ver os convertidos da igreja local comerem essas carnes, entendiam que comer carne sacrificada aos ídolos era como participar da mesa dos ídolos,  logo, seria idolatria.

Essa atitude levava os estrangeiros não classificar a idolatria como um pecado, e por este motivo, os estrangeiros não evitavam atitudes que realmente eram idolatria.

Naquele contexto, comer carne sacrificada era um tropeço para os estrangeiros e levava-os praticar o pecado de idolatria.

Ao fazer uma tatuagem, você não leva o outro a tropeçar em um pecado, no máximo, o outro irá sentir antipatia ou aversão por ver você tatuado, mas é possível usar essa antipatia e aversão como oportunidade de ensinar as pessoas na verdade.

Mateus 18:1-9 não está proibindo o uso de tatuagens

A segunda citação bíblica sobre escândalo traz a palavra grega “skandalon” que significa criar uma armadilha ou colocar uma pedra propositalmente para o outro cair.

No contexto do Evangelho de Mateus, Jesus censura pessoas que criavam situações que fazia o outro pecar.

Seria como criar uma situação que levasse o outro mentir ou irar-se, ou até mesmo seduzir alguém para que caia no pecado de prostituição ou fornicação.

O texto do Evangelho de Mateus não está proibindo o uso de tatuagens e nem diz que ao se tatuar, o cristão está criando uma armadilha que leva o outro a pecar, mas o texto censura as pessoas que criam situações com o propósito de incitar o outro pecar.

Diante dessa exposição, é possível concluir que não existe um texto na Bíblia proibindo o uso de tatuagem, mas é preciso estar atento em relação à motivação para se tatuar.

Quando a tatuagem se torna pecado para Deus?

Se a motivação do cristão para fazer uma tatuagem for pecaminosa, o cristão não deve se tatuar.

Não tenho a intenção de incentivar os irmãos a se tatuarem, mas iluminar os irmãos sobre o assunto, por este motivo, deixo alguns conselhos práticos caso tenham interesse em fazer tatuagem.

  • Se for se tatuar, escolha um desenho que você goste muito, pois será algo que não irá sair de sua pele de forma natural.
  • Não escolha símbolos anti-cristãos, pois ao propagar estes símbolos, você comete pecado.
  • Procure um bom tatuador, veja tatuagens anteriores que ele fez, ou vá a um tatuador indicado por um amigo que fez uma tatuagem com ele.
  • Faça tatuagem apenas se for maior de 18 anos.
  • Se ao fazer uma tatuagem, você irá chatear seus pais, não faça. Tente conscientizar seus pais sobre o assunto através da Escritura, ore por eles, e faça somente quando sair da tutela deles.
  • Faça a tatuagem para glória de Deus.

Já fiz uma tatuagem com motivo pecaminoso, o que faço?

Se você fez uma tatuagem no passado, mas se sente convicto que foi errado, peça perdão a Deus. Deus perdoa todos que se arrependem (1 João 1:9).

A tatuagem não vai desaparecer mas Deus se preocupa mais com seu coração.

Se você tem possibilidade, existem alguns tratamentos para remover tatuagens. Mas esse processo é caro e pode não remover totalmente.

Se você se arrependeu não fique preocupado, Deus já lhe perdoou!

Tatuagem é pecado para Deus? Palavras finais

É lógico que nem todo tipo de tatuagem deve ser aceito. Se alguém tatuar Belzebú no corpo, não me culpe no dia do Juízo.

Embora a tatuagem em si não seja pecado, o que é tatuado pode ser – dependendo se fere um princípio moral ou não.

Isso, contudo, está longe de ser o caso-padrão da maioria das pessoas que decidem fazer tatuagem.

Não há nada errado em se tatuar, mas é necessário ter cuidado sobre o que irá tatuar, da mesma forma que devemos ter prudência sobre todas as outras coisas da vida.

Pare de seguir doutrinas inventadas por homens, se fixe nas doutrinas de Jesus, que é amar sempre.

Entenda que se algo externo te incomoda, e te parece impuro, é por que o seu próprio coração está cheio de impurezas. Reflita sobre isso.

Que o Senhor possa nos ensinar mais sobre o assunto.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

2 Comentários

  1. Marcos Santos disse:

    Sábias palavras. Se essa “leizinha” dos homens deixasse de ser disseminada, essa distorção das Escrituras Sagradas não existiriam. E, se formos parar pra pensar, até o próprio Yeshua é tatuado, já que João na sua visão descreve ter visto escrito “Rei dos reis e Senhor dos senhores na Sua coxa.
    Shalom.