Ler a Bíblia é seu calcanhar de Aquiles?

A fábula do calcanhar de Aquiles nos ensina que devemos fortalecer nossos pontos fracos diante dos desafios que traçamos para nossas vidas. A dificuldade de ler a bíblia é um ponto fraco que a maioria dos cristãos precisam superar.

Como foi inventada lenda calcanhar de Aquiles

Imagine a cena:

Alguém pega uma criança pelos calcanhares e a mergulha nas águas de um rio.

O corpo inteiro da criança é molhado, com exceção do calcanhar.

A água cria uma espécie de blindagem capaz de garantir a imortalidade da criança. Os calcanhares se tornam o único ponto vulnerável, pois não foram submergidos nas águas sagradas.

Esse é o mito de Aquiles, filho do Rei Peleu e de Tétis, deusa grega do mar.

Da mesma forma que o cristianismo busca nas parábolas de Jesus a disseminação de valores como a humildade, honestidade, trabalho e fé, na Grécia antiga as pessoas atribuíam aos deuses os eventos naturais do cotidiano.

As lendas da mitologia grega são contadas há séculos, antes dos acontecimentos que culminaram na ascendência do cristianismo, ou seja, da vinda de Jesus.

Um desses contos, talvez o mais consagrado tenha sido o de Aquiles. Um jovem guerreiro que se tornou um semi-deus quando foi banhado pela mãe nas águas do rio Estige.

Aquiles venceu muitas batalhas até encontrar a morte ao ter a única parte humana de verdade do seu corpo – o calcanhar – trespassado por uma flecha.

O “calcanhar de Aquiles” era exatamente seu ponto fraco.

Há muito tempo a frase calcanhar de Aquiles é utilizada para ilustrar a dura realidade do confronto inevitável que um dia todos teremos com nossos pontos fracos no afã de concluir metas, objetivos e projetos de vida ou profissionais.

Um dos maiores desafios enfrentados por quem busca o entendimento da palavra de Deus através da Bíblia é encontrar tempo para LER, PROCESSAR, COMPREENDER e MEMORIZAR.

calcanhar de Aquiles da maioria das pessoas é justamente a memória. Pesquisas feitas com leigos, seminaristas, professores, missionários, pastores, padres estudiosos apontam que a dificuldade de ler e memorizar passagens bíblicas é uma das principais queixas de quem tem o compromisso de  levar a palavra de Deus adiante.

Para evitar o constrangimento e a vulnerabilidade oriunda dos esquecimentos – uma das flechas que podem atingir fortemente a sua memória – você deve fortalecer sua mente com um escudo que preserve o conteúdo bíblico já adquirido: MÉTODOS DE APRENDIZAGEM.

Somente depois que aprendi a utilizar técnicas para estudar e reter o conteúdo bíblico e passei a estudar com planejamento, pude perceber o quanto minha mente estava despreparada.

Por isso eu o convido a prestar atenção nas próximas dicas que irei dividir com você, para nunca mais se sentir vulnerável diante de qualquer tipo de passagem, versículo ou capítulos inteiros da Bíblia.

Dica 1 – Monte um Plano de Estudo da Bíblia:

Ler a Bíblia não é como ler qualquer revista ou livro. Seu conteúdo tem uma sequência lógica, envolta em capítulos que se entrelaçam misturando história, fé, filosofia, ciência etc.

Esta leitura – quase uma aventura – só faz sentido quando estimula nossa concentração, quando entendemos os prenúncios e estabelecemos objetivos para cumprir a árdua tarefa: ler e entender a bíblia.

Montar um plano de estudos da Bíblia o ajuda a criar uma estratégia diária de leitura, permitindo a evolução constante e o aumento gradativo do conteúdo estudado.

Dica 2 – Diga não a decoreba!

Atingir a excelência na memorização das passagens e versículos bíblicos não se resume a ficar repetindo sistematicamente o mesmo verso até a saturação das memórias operacionais.

Decorar qualquer conteúdo, ou a Bíblia é o método menos indicado para memorização, porque exige muito tempo e energia.

Existem técnicas consagradas para reter esse tipo de conteúdo na memória e métodos para acionar pequenos gatilhos que fazem você buscar na memória o conteúdo bíblico desejado.

Dica 3 – Fortaleça sua memória!

Algo que aprendi e sempre recomendo em minhas palestras é que a pessoa fortaleça a memória com técnicas de memorização ao mesmo passo em que estuda diariamente a Bíblia. Dessa forma ela garante mais agilidade, segurança e precisão na hora de citar uma passagem.

Essa valiosa habilidade adquirida na melhora da leitura, do entendimento e da memorização também o ajuda a conectar-se de maneira muito mais atenta e rápida com as ideias ministradas nos sermões, células e escolas bíblicas.

A união destes fatores não só aumentam sua motivação, como potencializam de maneira exponencial o seu desejo de imersão cada vez mais prazerosa na palavra de Deus.

Em resumo, o mito do calcanhar de Aquiles nos chama a atenção para não nos descuidarmos de nossos pontos fracos – e muito menos dos fortes – na busca de nossos objetivos em qualquer setor da vida.

Se o seu ponto forte é a , mas a memorização da bíblia é um ponto que precisa ser trabalhado, pergunto: Por que não mergulhar nesse rio de conhecimento e começar agora?

Se você precisar de ajuda nesse sentido ou conhecer alguém que necessite continue acompanhando meu blog. Têm muitas novidades sobre o universo da memorização.

Gostou do texto? Leia também este sobre a relação entre internet e a Bíblia.

Powered by Rock Convert

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!