Tamar: Quem foi na bíblia

Por 4 Min de Leitura

Introdução

Na Bíblia, encontramos diversos personagens que desempenharam papéis importantes em diferentes momentos da história. Um desses personagens é Tamar, uma mulher cuja história é contada no Antigo Testamento. Neste glossário, iremos explorar a vida de Tamar, destacando seus principais feitos e sua relevância dentro do contexto bíblico.

Origem e Contexto Histórico

Tamar era filha de Davi, um dos reis mais conhecidos e importantes de Israel. Ela nasceu em uma época em que o reino de Israel estava dividido em dois: o Reino de Israel, ao norte, e o Reino de Judá, ao sul. Essa divisão trouxe instabilidade política e conflitos constantes entre as duas regiões.

- Publicidade -

Primeiro Casamento e Tragédia

Tamar foi dada em casamento a Er, filho mais velho de Judá, um dos filhos de Jacó. No entanto, Er era um homem mau aos olhos de Deus, e por isso, o Senhor o matou. Seguindo a tradição da época, Judá deu então Tamar em casamento ao segundo filho, Onã. No entanto, Onã também foi morto por Deus devido à sua maldade.

O Caso com Judá

Após a morte de seus dois primeiros maridos, Tamar ficou viúva e sem filhos. De acordo com a lei da época, era dever do irmão mais novo casar-se com a viúva e gerar descendência em nome do irmão falecido. No entanto, Judá não cumpriu com essa responsabilidade, deixando Tamar em uma situação difícil.

A Estratégia de Tamar

Diante da negligência de Judá, Tamar decidiu tomar uma atitude para garantir sua descendência. Ela se disfarçou de prostituta e se posicionou em um local onde sabia que Judá passaria. Ao vê-la, Judá se aproximou e eles tiveram relações. Como garantia, Tamar pediu que Judá lhe desse seus pertences pessoais, como um selo, um cordão e um cajado.

- Publicidade -

A Descoberta da Gravidez

Algum tempo depois, quando Tamar já estava grávida, foi informado a Judá que sua nora havia se envolvido em prostituição. Indignado, Judá ordenou que ela fosse queimada viva. No entanto, quando Tamar foi levada para ser executada, ela mostrou os pertences de Judá, provando que ele era o pai da criança.

O Reconhecimento de Judá

Ao ver os pertences que havia dado a Tamar, Judá reconheceu sua responsabilidade e admitiu que ela era mais justa do que ele. Ele reconheceu publicamente que havia falhado em cumprir com sua obrigação de dar um marido a Tamar e gerar descendência para seu irmão falecido.

O Nascimento dos Gêmeos

Tamar deu à luz dois filhos gêmeos, Perez e Zerá. Esses filhos se tornaram ancestrais de importantes famílias dentro da história de Israel. Perez, por exemplo, foi o ancestral do rei Davi e, consequentemente, de Jesus Cristo.

Lições e Significado

A história de Tamar nos ensina sobre a importância da justiça e da responsabilidade. Ela foi capaz de tomar medidas drásticas para garantir sua descendência e fazer com que Judá reconhecesse sua falha. Além disso, a história de Tamar também destaca a soberania de Deus, que usou essa situação complicada para cumprir seus propósitos.

Conclusão

Embora a história de Tamar seja marcada por tragédias e estratégias questionáveis, ela desempenhou um papel importante na história de Israel. Sua coragem e determinação são exemplos de como podemos enfrentar desafios e lutar por nossos direitos. A história de Tamar nos lembra que, mesmo em situações difíceis, Deus pode usar nossas circunstâncias para cumprir seus planos e propósitos.

- Publicidade -
Compartilhe Este Artigo