Exôdo: O que é na bíblia

Por Tyago Rodrigues 6 Min de Leitura

O que é o Êxodo na Bíblia?

O Êxodo é um dos livros mais importantes da Bíblia, tanto para o judaísmo quanto para o cristianismo.

Ele faz parte do Antigo Testamento e relata a história do povo de Israel, desde a escravidão no Egito até a sua libertação e a jornada rumo à Terra Prometida.

A Escravidão no Egito

O livro do Êxodo começa narrando a situação do povo de Israel no Egito.

Após a morte de José, que havia se tornado uma figura importante no governo egípcio, os israelitas foram escravizados e submetidos a um regime de opressão.

Durante muitos anos, eles sofreram nas mãos dos egípcios, até que Deus decidiu intervir.

- Publicidade -

A Chamada de Moisés

Deus escolheu Moisés para ser o líder do povo de Israel e libertá-los da escravidão.

Moisés foi criado como um egípcio, mas descobriu sua verdadeira origem e se identificou como um israelita.

Após um encontro com Deus em uma sarça ardente, Moisés recebeu a missão de confrontar o faraó e exigir a libertação do seu povo.

As Pragas do Egito

Moisés e seu irmão Arão foram até o faraó e pediram que ele libertasse os israelitas.

No entanto, o faraó se recusou a atender ao pedido, o que resultou em uma série de dez pragas enviadas por Deus sobre o Egito.

- Publicidade -

Essas pragas incluíam a transformação da água em sangue, a invasão de rãs, piolhos, moscas, doenças nos animais, úlceras, chuva de pedras, gafanhotos, trevas e a morte dos primogênitos.

A Páscoa e a Saída do Egito

Após a última praga, que resultou na morte dos primogênitos egípcios, o faraó finalmente concordou em libertar os israelitas.

Antes de partirem, porém, Deus instituiu a celebração da Páscoa, como um memorial da libertação do povo.

Os israelitas sacrificaram um cordeiro e passaram o sangue nas portas de suas casas, para que o anjo da morte passasse por cima delas.

A Travessia do Mar Vermelho

Após deixarem o Egito, os israelitas se viram encurralados entre o exército egípcio e o Mar Vermelho. Deus, mais uma vez, interveio e abriu um caminho no meio das águas, permitindo que o povo atravessasse a pé enxuto. Quando o exército egípcio tentou segui-los, as águas se fecharam sobre eles, destruindo-os.

A Jornada pelo Deserto

Após a travessia do Mar Vermelho, os israelitas iniciaram uma longa jornada pelo deserto rumo à Terra Prometida.

Durante esse período, Deus providenciou alimento e água para o povo, além de orientações sobre como viver de acordo com a sua vontade.

No entanto, os israelitas frequentemente se rebelaram e duvidaram de Deus, o que resultou em consequências negativas.

A Entrega das Tábuas da Lei

No monte Sinai, Deus entregou a Moisés as tábuas da lei, contendo os Dez Mandamentos.

Esses mandamentos serviam como um guia para a vida do povo de Israel, estabelecendo princípios morais e religiosos.

- Publicidade -

Além dos Dez Mandamentos, Deus também deu instruções detalhadas sobre como construir o tabernáculo, um local sagrado de adoração.

A Idolatria do Bezerro de Ouro

Enquanto Moisés estava no monte Sinai, recebendo as tábuas da lei, o povo de Israel se desviou e construiu um bezerro de ouro para adorar.

Essa idolatria desagradou a Deus e resultou em punições, como a morte de muitos israelitas.

Moisés intercedeu pelo povo e Deus decidiu não destruí-los completamente, mas ainda assim houve consequências para a sua desobediência.

A Peregrinação pelo Deserto

Após o episódio do bezerro de ouro, os israelitas continuaram a sua peregrinação pelo deserto.

Durante esse período, eles enfrentaram diversos desafios, como a falta de água e comida, ataques de inimigos e a necessidade de confiar em Deus para a sua proteção e provisão.

Apesar das dificuldades, Deus permaneceu fiel ao seu povo.

A Chegada à Terra Prometida

Após quarenta anos de peregrinação, os israelitas finalmente chegaram à Terra Prometida, a terra que Deus havia prometido a Abraão, Isaque e Jacó.

No entanto, antes de entrar na terra, Moisés morreu e Josué assumiu a liderança do povo.

Josué conduziu os israelitas na conquista da terra, enfrentando diversos desafios, mas sempre confiando na fidelidade de Deus.

- Publicidade -

O Significado do Êxodo

O Êxodo é um livro que traz muitos ensinamentos e lições para os leitores.

Ele mostra o poder de Deus em libertar o seu povo da escravidão, a importância da obediência aos seus mandamentos e a necessidade de confiar nele em todas as circunstâncias.

Além disso, o Êxodo também aponta para a vinda de Jesus Cristo, que é o verdadeiro libertador da humanidade.

Conclusão

Em resumo, o Êxodo é um livro fundamental da Bíblia, que narra a história da libertação do povo de Israel da escravidão no Egito.

Ele traz ensinamentos valiosos sobre a fidelidade de Deus, a importância da obediência e a necessidade de confiar nele em todas as circunstâncias.

É um livro que continua relevante até os dias de hoje, mostrando que Deus é capaz de libertar e guiar o seu povo, assim como fez com os israelitas no Êxodo.

Compartilhe Este Artigo
Follow:
Me chamo Tyago Rodrigues e sou totalmente apaixonado pelo reino de Deus e sua obra! O que queima em meu coração? Levar o Evangelho libertador às pessoas, através do ensino da Palavra de Deus, e é isso que tenho feito!