Evangelista: O que é segundo a bíblia

Por 7 Min de Leitura

O que é um evangelista segundo a bíblia?

Na Bíblia, o termo “evangelista” é mencionado em diferentes contextos e com diferentes significados. No entanto, em sua essência, um evangelista é alguém que proclama e compartilha as boas novas do evangelho de Jesus Cristo. Neste glossário, exploraremos o conceito de evangelista de acordo com a Bíblia, analisando suas características, funções e importância dentro do contexto cristão.

1. Origem e significado do termo “evangelista”

O termo “evangelista” tem origem no grego antigo, derivado da palavra “euangelistes”, que significa “mensageiro das boas novas”. Na época do Novo Testamento, um evangelista era alguém designado para proclamar o evangelho de Jesus Cristo e compartilhar as boas novas da salvação.

- Publicidade -

2. O papel do evangelista na Igreja primitiva

Na Igreja primitiva, os evangelistas desempenhavam um papel fundamental na propagação do evangelho. Eles eram responsáveis por viajar para diferentes regiões, pregando e ensinando sobre Jesus Cristo, e estabelecendo novas comunidades de fé. Os evangelistas eram considerados líderes espirituais e tinham o dom de comunicar a mensagem do evangelho de forma clara e persuasiva.

3. Características de um evangelista

Um evangelista possui características específicas que o distinguem dentro da comunidade cristã. Ele é alguém que tem um profundo amor por Jesus Cristo e uma paixão ardente por compartilhar o evangelho. Além disso, um evangelista é dotado de habilidades de comunicação, sendo capaz de transmitir a mensagem do evangelho de forma clara, relevante e persuasiva.

4. A importância do evangelista na evangelização

O evangelista desempenha um papel crucial na evangelização, que é o ato de compartilhar a mensagem do evangelho com aqueles que ainda não a conhecem. Ele é responsável por levar a Palavra de Deus a diferentes contextos e culturas, alcançando pessoas de todas as nações e línguas. Através de sua pregação e testemunho, o evangelista desperta o interesse e a curiosidade nas pessoas, levando-as a buscar um relacionamento com Deus.

- Publicidade -

5. A relação entre o evangelista e os demais ministérios

Embora o evangelista tenha um papel específico na proclamação do evangelho, ele não atua isoladamente. Na Bíblia, encontramos referências à importância da cooperação entre os diferentes ministérios dentro da igreja. O evangelista trabalha em conjunto com pastores, mestres, profetas e apóstolos, cada um desempenhando um papel único e complementar na edificação do corpo de Cristo.

6. O evangelista como exemplo de vida cristã

Além de proclamar o evangelho, o evangelista também é chamado a viver uma vida cristã exemplar. Ele deve ser um modelo de integridade, humildade e amor, refletindo os ensinamentos de Jesus Cristo em todas as áreas de sua vida. Através de seu testemunho pessoal, o evangelista inspira e encoraja outros a seguirem o caminho da fé.

7. O evangelista e a capacitação para o ministério

Para exercer seu ministério com eficácia, o evangelista precisa ser capacitado pelo Espírito Santo. Ele recebe dons espirituais específicos que o habilitam a cumprir sua missão, como o dom da palavra de sabedoria, o dom da palavra de conhecimento e o dom de curar. Esses dons são concedidos pelo Espírito Santo para edificação da igreja e para a manifestação do poder de Deus.

8. A responsabilidade do evangelista em relação à verdade

Como mensageiro das boas novas, o evangelista tem a responsabilidade de proclamar a verdade do evangelho de forma fiel e precisa. Ele deve estar comprometido com a Palavra de Deus e evitar distorções ou falsas interpretações. O evangelista é chamado a estudar e conhecer profundamente as Escrituras, para que possa transmitir a mensagem do evangelho de forma autêntica e confiável.

9. O evangelista e a importância do discipulado

Além de proclamar o evangelho, o evangelista também desempenha um papel importante no discipulado de novos convertidos. Ele auxilia no crescimento espiritual dos novos crentes, ensinando-lhes os princípios fundamentais da fé cristã e orientando-os em seu relacionamento com Deus. O evangelista incentiva os discípulos a se envolverem em comunidades de fé, a estudarem a Bíblia e a desenvolverem uma vida de oração e adoração.

- Publicidade -

10. O evangelista e a importância da oração

A oração desempenha um papel fundamental na vida do evangelista. Ele reconhece a dependência de Deus em seu ministério e busca constantemente a direção e o poder do Espírito Santo através da oração. O evangelista intercede pelos perdidos, pedindo a Deus que abra seus corações para receberem a mensagem do evangelho. Além disso, ele busca a orientação divina em todas as suas atividades e decisões ministeriais.

11. O evangelista e a importância da unidade na igreja

O evangelista também desempenha um papel importante na promoção da unidade dentro da igreja. Ele busca superar divisões e conflitos, trabalhando para que todos os membros do corpo de Cristo estejam unidos em amor e propósito. O evangelista incentiva a colaboração e a cooperação entre os diferentes ministérios e membros da igreja, visando o crescimento e a edificação mútua.

12. O evangelista e a esperança da volta de Jesus Cristo

Como mensageiro das boas novas, o evangelista também compartilha a esperança da volta de Jesus Cristo. Ele proclama que Jesus virá novamente para estabelecer o Seu Reino e julgar o mundo. O evangelista encoraja as pessoas a se prepararem para esse dia, arrependendo-se de seus pecados e colocando sua fé em Jesus Cristo como Salvador e Senhor.

13. A importância de ser um evangelista nos dias de hoje

Em um mundo cada vez mais secularizado e distante de Deus, a figura do evangelista continua sendo de extrema importância. O evangelista é chamado a levar a mensagem do evangelho a todas as pessoas, independentemente de sua cultura, religião ou origem. Ele é um instrumento nas mãos de Deus para trazer esperança, transformação e salvação àqueles que estão perdidos e necessitam do amor de Jesus Cristo.

Compartilhe Este Artigo