Quando se lê a expressão “Deus usa quem Ele quer” pode-se interpretá-la de maneira equivocada…

Por isso é necessário esclarecer que Deus não é um ser arrogante, egoísta e prepotente que diz “faço o que quero e não estou nem aí para vocês”.

Ele é soberano e tem domínio sobre todas coisas por tê-las criado e, por causa de Seu amor, importa-se conosco a todo momento.

Deus não escolhe os capacitados, ele capacita os escolhidos

Mesmo com todo o Seu poder, Deus se importa em escolher homens e mulheres e capacita-os para realizarem o Seu propósito nesta terra, abençoando outras pessoas e pregando o evangelho para salvação.

Infelizmente, nem todas as pessoas acreditam que podem ser usadas por Deus.

Umas se sentem incapazes por causa da constante acusação resultante do pecado, outras julgam não ter nenhum dom, de forma que acham que são inúteis.

Porém, Deus distribui os dons segundo a Sua graça a todo aquele que crê e tem uma aliança com o Senhor Jesus, a fim de que todos sejam aperfeiçoados e para a edificação do corpo de Cristo (Efésios 4:8-12).

Deus capacita e chama quem Ele quer para o cumprimento do Seu propósito, isso é unção.

Deus usa quem ele quer
Deus usa quem Ele quer │ É assim que Deus faz

Jeremias foi chamado por Deus para ser profeta e falou a Deus sobre sua incapacidade, mas Deus lhe respondeu:

“Não digas: Eu sou um menino; porque a todos a quem eu te enviar, irás; e tudo quanto te mandar, falarás. Não temas diante deles; porque estou contigo para te livrar, diz o SENHOR.” (Jeremias 1:7-8).

Deus capacitou Jeremias para cumprir o chamado de profeta dizendo: “Eis que ponho as minhas palavras na tua boca” (Jeremias 1:9). A capacidade vem do Senhor!

Toda a nossa capacidade vem de Deus (2 Coríntios 3:5), portanto não devemos nos gloriar de nossos feitos, porque dEle, por Ele e para Ele são todas as coisas (Romanos 11:36).

Com Moisés não foi diferente. Deus o escolheu para liderar a saída do povo de Israel do Egito, mas Moisés não se sentia capaz para isso. Deus o capacitou para liderar cerca de 2 milhões de pessoas no êxodo do Egito em direção à terra prometida (Êxodo, capítulos 3 e 4).

Por isso dizem que Deus usa quem ele quer

Não devemos nos preocupar julgando-nos incapazes para realizar algo, porque Deus nos capacita para cumprir o Seu propósito.

Quando Deus chama, Ele capacita e, quando Ele capacita, Ele envia.

Deus não vê como os homens, Ele sonda os corações. Por isso, Ele escolhe aqueles que parecem incapazes e “fracotes”.

“Deus escolheu as coisas loucas deste mundo para confundir as sábias; e Deus escolheu as coisas fracas deste mundo para confundir as fortes” (1 Coríntios 1:27).

Ser usado por Deus não significa ser aprovado por Deus

Assim como há muitos chamados e poucos escolhidos, há também muitos usados e poucos aprovados. (Mt 22:14)

Ser usado por Deus não é mais importante que obedecer a Deus. Ser usado por Deus não pode nos envaidecer ou ocupar o nosso coração acima de “obedecer a Deus”, porque obedecer é mais importante que ser usado.

Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor entrará no reino dos céus, mas sim aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus.

Ser usado por Deus não é mais importante que agradar a Deus. Noé era homem justo e íntegro entre os seus contemporâneos; Ele andava com Deus.”

Noé agradou a Deus não pelos os seus feitos, mas pela santidade. Foi isso que chamou a atenção de Deus.

O que nos faz sermos aprovados é termos o caráter de Cristo.

A santificação molda um novo caráter em nós: O caráter de Cristo. Por isso, santidade e bom caráter andam juntos.

Saul teve a oportunidade de mudar o caráter e de ser um homem do agrado do SENHOR quando o Espírito Santo veio sobre ele. Infelizmente a realidade foi outra. Saul desobedeceu a Deus várias vezes e terminou seus dias em total desagrado do SENHOR.

A glória de sermos usados pelo o SENHOR não é nossa. A glória é de Deus.

Por causa da fama, do dinheiro e de outras vaidades, muitos tem “mudado o foco” e perdido a direção do “caminho estreito” (Mateus 7.14).

Cometemos o erro de supervalorizar a atuação dos dons espirituais nas pessoas ao nosso redor e não darmos a glória a Deus e sim ao homem que Ele usa.

Cometemos também o erro de não voltarmos a nossa atenção para o caráter e a santidade daqueles que são usados por Deus.

Não devemos nos “deslumbrar” por sermos usados por Deus, pelo contrário, devemos nos lembrar o tempo todo que não somos nada sem Ele, e que a excelência do poder é Dele e não nossa.

Conclusão: Deus usa quem ele quer

Deus usou até um jumenta para falar com o profeta Balaão (Números 22:30). Isso é algo louco, você não acha?

Para permitir que Deus use a sua vida, basta dizer “eis-me aqui”, assim como o jovem Samuel respondeu quando foi chamado pelo Senhor: “Fala, porque o teu servo ouve” (1 Samuel 3:10).

Mas lembre-se Saul foi chamado, mas não foi escolhido por Deus. Saul foi usado, mas não foi aprovado por Deus. E você?

  • Deus é o Oleiro, e o Seu Espírito é o Óleo que enche o vaso.
  • Nós somos apenas os vasos de barro nas mãos do Oleiro.
  • Sem o Óleo o vaso não é nada.
Powered by Rock Convert

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!