Tenho coisas surpreendentes para te contar referentes à como organizar a vida financeira. Aqui vou te contar um pouco do muito que Jesus disse sobre finanças pessoais. Sim, Jesus disse muito sobre dinheiro:

  • 21 das 49 parábolas de Jesus estão relacionadas ao dinheiro;
  • Cerca de 20% do sermão do monte (capítulos 5, 6 e 7 do livro de Mateus) mencionam assuntos financeiros;
  • Jesus falou sobre dinheiro cerca de 80 vezes.

Eu garanto: você vai se espantar ao conhecer as verdades financeiras ditas pelo Filho de Deus.

Verdades que se fossem conhecidas e seguidas evitariam inúmeros problemas financeiros vividos por muitos cristãos. Que podem recuperar a sua paz financeira. Verdades que vão revolucionar suas finanças.

Jesus disse que devemos fazer orçamentos

Qual de vocês, se quiser construir uma torre, primeiro não se assenta e calcula o preço, para ver se tem dinheiro suficiente para completá-la? Pois, se lançar o alicerce e não for capaz de terminá-la, todos os que a virem rirão dele, dizendo: “Este homem começou a construir e não foi capaz de terminar”.
Lucas 14:28-30

Entenda: Jesus quer o melhor para você. É por isto que Ele deixou diversos ensinamentos financeiros, incluindo o de fazer orçamentos.

Entretanto, muitos insistem em não fazer orçamentos. Atestando isto, uma pesquisa conduzida pela SPC Brasil e CNDL verificou que 49% dos brasileiros não fazem orçamento.

Alguns pela falta de hábito, outros pelo medo de verem suas reais condições financeiras, e outros por considerarem o orçamento um controle chato e desnecessário.

Mas antes de continuar, vamos explicar rapidamente o que é orçamento: orçamento é o seu plano para a realização dos seus sonhos financeiros. Seja a casa própria, realização de uma viagem, ou sair das dívidas.

Amigo(a), se você almeja ter paz financeira, equilíbrio nas finanças, ou prosperidade financeira: você precisa começar a fazer orçamentos! De nada adianta sabermos que algo é importante e não fazermos. Conhecimento sem ação não serve!

Então é hora de fazer, é hora de agir!

Vamos agora ao segundo ensinamento financeiro de Cristo:

Jesus disse que devemos ser honestos

Alguns publicanos também vieram para serem batizados. Eles perguntaram: Mestre, o que devemos fazer? Ele respondeu: Não cobrem nada além do que lhes foi estipulado. Então alguns soldados lhe perguntaram: E nós, o que devemos fazer? Ele respondeu: Não pratiquem extorsão nem acusem ninguém falsamente; contentem-se com o seu salário.
Lucas 3:12-14

Preste atenção no que vou dizer, pois, por mais que pareça óbvio que devemos ser honestos, o que vou falar não é obvio…

Uma dura verdade para você: a corrupção da sociedade tem atingido muitos cristãos.

Vivemos num país conhecido pela malandragem e pelo “jeitinho”. Isso está em nossa cultura, moldando nossas atitudes cotidianas. O pior é que essa cultura “brasileira” tem superado a cultura do Reino em nossa sociedade, até mesmo entre nós, cristãos!

Não sei você, mas não tenho visto grande diferença entre “cristãos” e “ímpios” no que diz respeito à honestidade.

Pense bem, quantos cristãos você conhece que fazem ligações clandestinas na energia elétrica (o famoso “gato”)? Quantos sonegam o imposto de renda? Utilizam TV à cabo de forma ilegal? Quantos não pagam suas dívidas? Compram e vendem produtos pirateados? Quantos compram suas habilitações para dirigirem? Dirigem sem habilitação? Quantos?

Esse “jeitinho” que antes remetia à facilidade de improvisação do brasileiro perante os problemas de nosso país, hoje se reflete na nossa habilidade de nos corrompermos a todo momento.

Não se trata de uma corrupção apenas na esfera política, se trata de uma corrupção cultural que abrange toda sociedade. Uma corrupção que é elogiada, que é exaltada. Como diz o samba: malandro é malandro, “mané” é “mané”.

A nossa cultura altamente corrupta nos leva achar que é normal sonegar imposto. Quanto a isto, Jesus disse:

…Deem a César o que é de César e a Deus o que é de Deus.
Mateus 22:21b

Jesus não ficou apenas em palavras quanto aos impostos, Ele também pagou:

Mas, para não escandalizá-los, vá ao mar e jogue o anzol. Tire o primeiro peixe que você pegar, abra-lhe a boca, e você encontrará uma moeda de quatro dracmas. Pegue-a e entregue-a a eles, para pagar o meu imposto e o seu”.
Mateus 17:27

E quanto àqueles que devem e não pagam? O que Jesus diz?

Entre em acordo depressa com seu adversário que pretende levá-lo ao tribunal. Faça isso enquanto ainda estiver com ele a caminho, pois, caso contrário, ele poderá entregá-lo ao juiz, e o juiz ao guarda, e você poderá ser jogado na prisão.
Eu lhe garanto que você não sairá de lá enquanto não pagar o último centavo.
Mateus 5:25,26

Jesus nos chama para uma vida de honestidade e, ao contrário do que muitos acreditam, essa honestidade nos conduz a prosperidade. Até porque, não há prosperidade duradoura sem honestidade.

Com desonestidade é possível chegar longe de rapidamente. Mas não é possível permanecer por muito tempo, cedo ou tarde a casa cai, seja na terra, seja na eternidade.

Jesus disse que devemos ajudar os pobres e necessitados

Dê a quem lhe pede, e não volte as costas àquele que deseja pedir-lhe algo emprestado”.
Mateus 5:42

Quanto a doação existe uma verdade que poucos conhecem: quem doa é mais beneficiado do que quem recebe.

…palavras do próprio Senhor Jesus: “Há maior felicidade em dar do que em receber”.
Atos 20:35b

Não sei se você sabe, mas existem diversas pesquisas cientificas que comprovam que Jesus estava certo ao dizer “há maior felicidade em dar”. Como exemplo vou citar uma pesquisa que realizada pela Universidade de Harvard da seguinte forma:

Pessoas aleatórias receberam determinadas quantias financeiras (alguns 10 dólares, outros 50, outros 100). Metade destes deveriam gastar o dinheiro recebido com outras pessoas (comprando presentes ou fazendo doações). Já a outra metade, deveria gastar consigo mesmos.

Ao final do dia, constatou-se que quem deu presentes ou fez doações se mostrou mais feliz e satisfeito com o gasto do dinheiro em comparação aos que gastaram consigo mesmos.

A conclusão dos pesquisadores foi obvia: há maior felicidade em doar do que em gastar consigo mesmo. De fato Jesus tinha razão: “há maior felicidade em dar do que em receber”.

Na mesma linha de raciocínio, vale dizer: a essência do cristianismo é o amor. E não há amor sem doação, como mostra João 3:16:

Porque Deus tanto amou o mundo que deu o seu Filho Unigênito, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna.
João 3:16

E quanto a doação aos pobres e necessitados? O que Jesus diz?

Ele disse ao jovem rico para vender seus bens e dar aos pobres (Mateus 19:16-30). Para alimentarmos os necessitados (Lucas 14: 12-14). Ele disse para doarmos àqueles que pedem (Lucas 6:30).

Jesus se importa com os pobres! E nós, como seus imitadores, também devemos nos importar.

Mas atente-se para algo: Jesus nos alertou para não nós gloriamos por nossas doações:

…quando você der esmola, não anuncie isso com trombetas, como fazem os hipócritas nas sinagogas e nas ruas, a fim de serem honrados pelos outros. Eu lhes garanto que eles já receberam sua plena recompensa.
Mateus 6:2

Jesus disse que o nosso coração está onde nosso tesouro está

Pois onde estiver o seu tesouro, aí também estará o seu coração.
Mateus 6:21

Sempre que leio este versículo penso que ele poderia ter sido escrito “ao contrário”: onde estiver o seu coração, aí também estará o seu tesouro. Mas não! Jesus disse que onde colocamos nosso tesouro também colocamos nosso coração. Isto tem implicações…

Se você coloca seu tesouro na vida de um necessitado, a tendência é que seu coração também seja colocado nele. Investindo num trabalho missionário, provavelmente seu amor pela obra missionária aumentará. Se você ajuda financeiramente um amigo, é provável que sua relação com ele aumente.

Perceba que, ciente deste princípio, você pode escolher onde seu coração estará. Está em tuas mãos a decisão do que você amará! É você que decide se amará seu cônjuge, seus familiares, sua igreja, a obra missionária, em fim… É você que decide se amará (ou não) à Deus.

Jesus disse para não ficarmos ansiosos por questões financeiras

Portanto, não se preocupem, dizendo: “Que vamos comer?” ou “que vamos beber?” ou “que vamos vestir?”
Mateus 6:31

Assim como não é fácil confiarmos plenamente em Deus, não é fácil deixarmos de ficarmos ansiosos por questões financeiras (desempregados sabem bem disso).

Ao lermos essa passagem onde Jesus diz para observarmos os lírios do campo que, mesmo sem trabalhar, possuem sustento, podemos cair no erro de achar que a mensagem principal aqui é: não fique ansioso. Acredito que na verdade a mensagem principal vem no versículo 33:

Busquem, pois, em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça, e todas essas coisas lhes serão acrescentadas.
Mateus 6:33

Jesus quer nos libertar de uma vida de escravidão financeira. Ele quer que de fato venhamos buscá-lo em primeiro lugar. Ao ler isto, me lembro do que o salmista disse:

Já fui jovem e agora sou velho, mas nunca vi o justo desamparado, nem seus filhos mendigando o pão.
Salmos 37:25

Mas algo deve ser dito: buscar em primeiro lugar o Reino de Deus não significa buscar somente o Reino de Deus. A mensagem aqui é: atente-se para tudo que está ao seu redor, mas priorize Deus.

Você vai precisar trabalhar, mas seu trabalho não pode te afastar de Deus. Irá precisar estudar, mas isso não pode te afastar de Deus. Você precisa passar tempo com seu cônjuge e familiares, mas isso não pode te impedir de passar tempo com Deus.

Jesus disse que dinheiro é um teste

Quem é fiel no pouco, também é fiel no muito, e quem é desonesto no pouco, também é desonesto no muito. Assim, se vocês não forem dignos de confiança em lidar com as riquezas deste mundo ímpio, quem lhes confiará as verdadeiras riquezas?
Lucas 16:10,11

Esta é uma das coisas mais chocantes sobre dinheiro que Jesus disse. Se observamos estes versículos iremos perceber que Jesus falou que a forma como lidamos com as riquezas deste mundo interfere na nossa eternidade. Ou seja: como administramos nosso dinheiro pode determinar a nossa eternidade.

É como se Jesus estivesse dizendo: filho(a), se você não é capaz de administrar seu dinheiro, como posso confiar a você as riquezas celestiais?

Como sabemos, a maior riqueza que podemos ter é uma eternidade ao lado de Deus. Para tal, é preciso sermos dignos de confiança nas riquezas deste mundo. Como vimos: quem é fiel no pouco, também é fiel no muito.

Como organizar a vida financeira segundo Jesus: Conclusão

jesus e o dinheiro. Como organizar a Vida Financeira

Jesus é o maior educador financeiro que já existiu. Se você seguir o que Ele ensina, sua vida financeira certamente será melhor do que você pode imaginar. Como disse: Ele quer o melhor para você. Por isto, mesmo que não entendamos integralmente seus ensinamentos, é mais vantajoso e lucrativo obedecermos às palavras financeiras de Jesus, que são:

  1. Devemos fazer orçamentos
  2. Temo que ser honestos
  3. Devemos ajudar os pobres e necessitados
  4. Nosso coração está onde nosso tesouro está
  5. Não devemos confiar no dinheiro
  6. Não devemos ficar ansiosos por questões financeiras
  7. Dinheiro é um teste

Agora você decide o que fará com este conhecimento. Eu recomendo que você comece a fazer o que Jesus ensina.

Caso tenha algo a dizer, deixe seu comentário abaixo. Eu leio (e tento responder) todos os comentários.

Caso queira aprofundar seu conhecimento sobre finanças bíblicas, recomendo que assista a aula onde apresento 3 lições financeiras para você ter mais Liberdade Financeira:

Link da Aula 3 Segredos Para Ter Mais Liberdade Financeira.

No mais: forte abraço e fique na paz de Cristo!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!